quarta-feira, 21 de abril de 2010

Sobre o tempo ou a falta dele

Perdoem-me os leitores assíduos deste blog (se é que ainda existe algum), possivelmente nunca tenha ficado tanto tempo sem postar aqui, não foi intencional foi consequência da minha (in)cansável tentativa de abraçar o mundo. O relógio vem atropelando minhas palavras, desafiando meus limites físicos e psicológicos, sendo trapaceiramente mais veloz do que a minha agilidade com o teclado. Logo agora que eu tinha tanto pra dizer, que eu queria contar todas aquelas histórias que eu vivia de olhos fechados e todos os sonhos que eu sonhava com os olhos abertos, mas sem viver. Acreditem, o andar apressado dos ponteiros do relógio tem roubado de mim muitas coisas, mas ainda não conseguiu tomar de mim o gosto pelas palavras e a alegria de compartilhá-las aqui. Até qualquer dia.

2 notas de rodapé:

Desirê disse...

Taíssi invejei esse teu dom com as palavras! Tu conseguiu resumir em um ótimo texto o que nós estamos vivendo. Essa correria, que até quem já estava acostumado com um dia agitado, esta estranhando e casando muito, diga-se de passagem! HAHA... Parabéns, pelo texto.

:*

Taíssi disse...

Obrigada Desi :D
a correria anda grande mesmo.

;*

Postar um comentário

Fique a vontade, a época é toda sua.