sexta-feira, 10 de abril de 2009

Sobre a saudade

Um dia, Lucas Silveira escreveu em seu fotolog: -Saudade não é olhar pro lado e dizer "se foi". É olhar pro lado e perguntar "cadê?".
Hoje eu sei, que saudade ocupa espaço, povoa mentes, preenche tempo. Saudade incomoda, transtorna, enlouquece, dói. Porque saudade não é simplesmente um aceno de adeus. É ter que olhar dia após dia para suas lembranças implorando um pouco mais, com a certeza de que não há mais nada. É saber que não se pode mais querer e continuar querendo. Saudade é ver todas as formas, nítidas e evidentes da ausência, e mesmo assim lutar por algo que já não existe.
A saudade é uma presença utópica, talvez por isso não tenha tradução!

0 notas de rodapé:

Postar um comentário

Fique a vontade, a época é toda sua.